Presidente russo diz que “o comunismo é muito semelhante ao cristianismo”

O presidente da Rússia Vladimir Putin fez declarações surpreendentes em uma entrevista exibida na televisão na semana passada. Ele defender que “a ideologia comunista é muito semelhante ao cristianismo” e comparou o mausoléu do líder bolchevique Vladmir Lenin na Praça Vermelha de Moscou às relíquias dos santos.

O político, que sempre cultivou relações estreitas com a Igreja Ortodoxa Russa, também disse que a ideologia política comunista emergiu “naturalmente” dos ensinamentos da Bíblia.

A entrevista faz parte do documentário “Valaam”, que teve um trecho transmitido no canal Rússia 1: “Talvez eu vá dizer algo que possa desagradar as pessoas, mas é assim que vejo as coisas. Antes de tudo, a fé sempre nos acompanhou, tornando-se cada vez mais forte quando nosso país, o nosso povo, passou por tempos difíceis”, iniciou.

Ele lembrou que o regime socialista implantado a partir de 1917 em seu país defendia o ateísmo e, após a revolução, os sacerdotes foram presos e as igrejas, destruídas. Contudo, insiste Putin: “ao mesmo tempo uma nova religião estava sendo criada. A ideologia comunista é muito semelhante ao cristianismo, defendendo liberdade, igualdade, fraternidade e justiça. Essas coisas são mencionadas nas Escrituras Sagradas, está tudo ali. O código por trás do comunismo é a sublimação, simplesmente uma interpretação simplificada da Bíblia. Na essência, as autoridades da época não inventaram nada de novo, apenas adaptaram sua ideologia àquilo que a humanidade já havia criado”.

Referindo-se ao líder da revolução bolchevique, que resultaria na criação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, Putin comparou a figura de Lenin com a veneração dos santos no cristianismo ortodoxo.

“Veja, Lenin foi colocado em um mausoléu. Como isso é diferente das relíquias dos santos para os cristãos ortodoxos? Quando alguns grupos cristãos dizem que essa não é a tradição do cristianismo, bem olhe para o Monte Atos e verá que eles falam sobre objetos, relíquias dos santos”.

Após sua morte, em 1924, o corpo de Lenin foi embalsamado e colocado em exibição em um mausoléu na Praça Vermelha, como um símbolo da preservação da ideologia comunista.

Os comentários de Putin tiveram repercussão imediata na Rússia. O vice-presidente da Duma do Estado (Congresso russo), Ivan Melnikov, fez coro: “os comunistas e todas as forças russas de esquerda entendem que o comunismo é tão próximo do cristianismo quanto esse capitalismo que hoje existe em nosso país está distante do cristianismo”. Com informações de Russia Today 

Compartilhe